O Artista

A produção francesa que entrou em cartaz nos cinemas de Belo Horizonte na última semana, conta a transição do cinema mudo para o cinema falado, entre a década de 20 e 30. Nascido para ser clássico, não me convenceu. O filme que reproduz uma época (observe reproduz uma época e um estilo de filme, portanto,... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑