Una canción

Hoje fui mais uma vez à Mostra Latino. Sempre vou de forma despretensiosa, não leio sinopse ou busco qualquer informação sobre o filme. Chego, pego meu ingresso (esqueci de falar que é free) e aguardo na sala recém reformada. Assim, sempre tenho surpresas, boas e más. A do dia foi boa.

O filme era “Bosque encantado“, uma animação para crianças e para adultos, cuja moral tem a intenção de pensar a relação do homem com a natureza e também da avareza dos homens. A película foi inspirada na obra homônima (1943) de  Wenceslao Fernández Flórez. 

O tema me tocou profundamente, principalmente, porque tenho pensado em ter uma vida mais leve mais tranquila, com menos consumismo e avareza. Ter uma vida com menos. Não que eu vá abandonar tudo e ir para o meio do mato. Quero ter menos e ser mais feliz, falava sobre isto minutos antes de entrar na sala Humberto Mauro. Por isso, este filme me chamou tanto a atenção. E a música conclusiva… saí cantando e logo que cheguei em casa fui buscar mais informações.

Para ouvi-la, clique aqui.

Tu Bosque animado (Luz Casal)

 

Dentro de ti hay un mundo animado
Dentro de ti hay mundos por descubrir
En ti se adivina tu forma de vivir
Respiraras la lluvia entre las hojas
Querrás sentir la fuerza que te manda el sol
Serás, el viento que ha nacido en mi canción
Di no al hacha que amenaza sin compasión
Di no al fuego y las trampas del cazador
En ti defiende un bosque de paz y calor
Quiero tener el valor
De sentir armonía a mi alrededor
Quiero algún día aprender
Que tal vez la vida, será
Lo que siempre soñé
Dentro de ti hay un mundo animado
Dentro de ti hay nubes por alcanzar
En ti la lluvia se convierte en vendaval
Di no al hacha que amenaza sin compasión
Di no al fuego y las trampas del cazador
En ti defiende un bosque de paz y calor
Quiero tener el valor
De sentir armonía a mi alrededor
Quiero algún día aprender
Que tal vez la vida, será
Lo que siempre soñé
Di no al hacha que amenaza sin compasión
Di no al fuego y las trampas del cazador
Di no al hacha que amenaza sin compasión
Di no al fuego y las trampas del cazador
En ti defiende un bosque de paz y calor
Quiero tener el valor

Indie 2012 – Mostra de Cinema Mundial

Hoje começa em BH a Mostra de Cinema Indie. A mostra acontece até o dia 13 de setembro nas salas: Humberto Mauro e  Oi Futuro (ou seja, as salas alternativas de BH).

Este ano a Mostra tem em sua programação um série de filmes dividos em: Mostra Mundial, Indie Brasil, Aleksey Balabanov, Kazuyoshi Kumakiri e Charles Burnett.

É sempre sensacional assitir aos filmes desta mostra. Todo ano tento ver pelo menos um. Pois não tenho mais paciência de ficar horas na fila esperando para pegar o ingresso. De qualquer modo, quando a luz da sala se apaga e o filme inicia é sempre uma surpresa. São sempre filmes muito bons escolhidos pelos organizadores.

Sabe aquele programa que você fica o ano todo esperando? O Indie é assim pra mim. Fico com muito expectativa para ver a programação. Apesar de que, na maioria das vezes, entro na sala sem saber muito bem o que está por vir. E isso é o mais interessante! Sempre descubro novos atores, diretores e outras estéticas cinematográficas.

Então pessoal, o Indie 2012 começa hoje. Para consultar a programação acesse: http://www.indiefestival.com.br/2012/bh/about.php

Ps: Essa mostra que começou nas salas de BH, há alguns anos, também alcançaram as salas de São Paulo. Quem estiver por lá no final de setembro pode conferir os filmes Indies da mostra.

Festival e Mostra de filmes em BH

Essa semana em BH estão acontecendo dois festivais de cinema, quer dizer, um só começa amanhã.

Um deles está sendo organizado pelos curadores da sala Humberto Mauro, localizado no Palácio das Artes, expõe, nada menos que, a obra de Chaplin! Além dos filmes estão sendo ofertadas oficinas com dois críticos de arte super bacanas.

O festival que começou no dia 10 de agosto, com a exibição de Luzes da Cidade no Parque Municipal, tem programação até o dia 6 de setembro, com vários filmes da obra de Chaplin.

Confira aqui: http://www.palaciodasartes.com.br/imagensDin/Arquivos/6419.pdf

Como sempre, essa sala nos brinda com uma bela mostra de cinema.

O outro festival, a que me referi, é o Varilux Festival de Filme Francês 2012. Esse festival é super interessante! Já fui a outras edições e achei fantástico! Depois, alguns filmes entram em cartaz nas salas da cidade, outros, ficam só mesmo mesmo no festival (devido a defasagem de salas alternativas na cidade ficamos sem espaço para tantas produções cinematográficas, digamos “cult” — mas isso é papo pra outro post).

Então, este ano, o festival estará em 33 cidades brasileiras, no mesmo período, de 15 a 23 de agosto. Claro que, nas salas ditas “alternativas”. Em BH será exibido no Cine Belas Artes — Rua Gonçalves Dias, 1581. Porém, como estarei fora da cidade exatamente nos dias do festival. Terei de acompanha-lo em outra sala, mais especificamente, nas salas da Fundação Joaquim Nabuco em Recife.

A programação está em: http://www.variluxcinefrances.com/index.php