O futuro, a praia e Karim

Finalmente estreou em Belo Horizonte o novo filme de Karim Aïnouz, Praia do Futuro. Uma produção bem diferente das demais realizadas pelo diretor. Eu sou fã de carteirinha e não perco os seus filmes. Madame Satã, o Céu de Suely, Viajo porque preciso e volto porque te amo. Karim já se tornou um diretor preferido de muitos viciados em cinema. Não à toa, a sessão que fui estava lotada.

praia

A história, contada em capítulos (isso já está batido, hein?), narra a história de três personagens Donato (Wagner Moura), Ayrton (Jesuíta Barbosa) e o alemão Konrad (Clemens Schick). Donato é um salva-vidas que perde uma vítima por afogamento. Esse episódio o faz aproximar de Konrad. Eles vivem uma história de amor  e Donato abandona a vida na praia do futuro e vai para a Alemanha. Anos mais tarde o seu irmão, que já não tinha mais ninguém em sua família vai em busca de Donato.

Ao chegar encontra Donato trabalhando como limpador de aquário e o romance entre o brasileiro e alemão já rompidos. Uma vida diferente daquela vivida em Fortaleza. O frio, o isolamento e a distância transformaram o ex-salva-vidas. A chegada de Ayrton promove uma reaproximação de Konrad e Donato. Este não queria mais voltar, ali, naquele terra distante, ele refez a sua vida, encontrou o seu lugar no mundo e por ali, continua.

praia_telhado
A praia do futuro é um filme masculino, literalmente. Os personagens são homens e vivem dramas do amor e das vontades masculinas. Acredito que são 2 mulheres que aparecem rapidamente no longa.

Vi uma entrevista de Karim e ele disse que esta é uma proposta que ele está bastante curioso, e ainda não está totalmente resolvido. Por isso, pode ser que ele produza outros filmes com a temática parecida.

Praia do futuro foi realizado em coprodução com agências alemãs. O filme concorreu ao Urso de Ouro no Festival de Berlim, mas não levou. Assim como outras produções do diretor cearense, o filme preza pela contemplação, cenas longas, paisagens desérticas e a emoção a flor da pele. Claro que, foge dos padrões hollywoodianos e dos estereótipos do cinema brasileiros: cine favela e comédia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s