Clube de Compras Dallas e a indústria farmacêutica

Clube de Compra Dallas ganhou fama pelo elenco impecável, tanto assim que os atores – principal e coadjuvantes –  receberam várias premiações por suas atuações, inclusive o Oscar. Além disso, o filme trata de um tema delicado de pessoas infectadas pelo vírus HIV, na década de 80, quando ainda pouco se sabia sobre a doença e os tratamentos para curá-la. Assim, muito se ouve dos preconceitos sobre quem poderia ser infectado: gays, prostitutas e viciados em drogas injetáveis. Mais do que isso, o filme trata de uma problemática ainda maior, sobre a milionária indústria farmacêutica e de que como esta indústria orquestra a manipulação dos medicamentos em doentes. Quem assistiu ao Jardineiro Fiel deve conhecer  os argumentos.

images

É inegável  a brilhante atuação de Matthew McConaughey e de Jared Leto. Eles moldaram personagens convincentes e não  à toa mereceram a estatueta neste ano. E sim, a academia adora transformações. McConaughey emagreceu 18 kg e ainda ficou meses sem tomar sol para ficar a aparência de doente. Jared Leto, por sua vez, recebeu uma maquiagem que nos deixa na dúvida no princípio do filme: será homem ou mulher? O prêmio foi merecido e ponto.

2

A história é do eletricista texano Ron Woodroof que foi diagnostica com AIDS em meados de 80 e fez de tudo para sobreviver, mesmo envolto, a sexo, drogas e rock n’ roll. De acordo com o filme, desafiou a justiça e a medicina americana e foi buscar tratamentos alternativos no México e no Japão. Sofreu e venceu algumas de suas causas, mas ainda assim faleceu em princípios da década de 1990.

3

Penso que o mais importante na história toda e pensar (mais uma vez, já falei sobre isso aqui) de como somos manipulados pela mídia e pelas grandes indústrias, por inocência, por falta de informação, ou seja lá por que for. O fato que o filme traz à tona essa dimensão do uso de medicamentos sem muitos estudos (mesmo que no final eles relevem o uso do AZT) e de como a ciência em diferentes maneiras também procura solucionar os problemas de forma mais branda, como no caso do médico mexicano. Mas será porque que o remédio desenvolvido por ele não poderia entrar nos EUA? O que está por trás de todos os remédios que usamos? Eles realmente são eficazes? Qual a forma que foram testados? Por que não tentamos tratamentos alternativos e mais brandos? Ok. salvam-se um 60% e os outros 40%. Ok. eles morreram de outro motivo que a gente não estava cobrindo….

Se alguém já assistiu me conta o que achou. Este debate tem que continuar.

Já estava esquecendo do trailler:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s