Como eu quero levar a vida?

Esta é uma de outras tantas perguntas feitas por Jostein Gaarden em sua publicação infantil “Eu me pergunto…”. Nesta obra, o autor de “O mundo de Sofia” faz uma série de perguntas para mexer um pouco com as crianças e as fazerem pensar filosoficamente sobre a vida. Bem, não sou mais criança, mas as questões do livro também mexem com os adultos. Escolhi esta questão para escrever aqui no blog, pois, eu já escolhi como quero levar a minha vida. Porém, a minha escolha, às vezes incomodam as pessoas, por mais, que eu não as incomode.

Bem, há tempos escolhi ser mais saudável, há tempos tenho trabalhado ser mais leve, tenho me afastado de pessoas com energia ruim, invejosas e que não me fazem bem. Descobri que podemos escolher sim várias coisas nessa vida, sem necessariamente estar escolhendo um produto na prateleira. Podemos levar a vida com mais serenidade, mais equilíbrio e mais atenção às pessoas (por mais que nunca as tenhamos visto).

Escolhi construir meu futuro de forma diferente. Quero chegar aos 60 ou mais forte e cheia de energia, acredito que para isso tenho que começar agora, ou seja, fazer escolhas alimentares saudáveis e praticar atividade física. Escolhi ser professora universitária, mas para isso tenho que estudar mesmo no carnaval. Escolhi acordar cedo todos os dias. Adoro ver o sol nascer e ouvir os passarinhos cantando logo de manhã. Quero levar uma vida ao lado de pessoas que eu gosto e que gostem de mim. Escolhi dizer eu te amo todos os dias. Escolhi fazer análise para ser uma pessoa melhor e mais bem resolvida. Escolhi ser professora, pois acredito na força da educação.

Eu quero a cada dia ter uma vida mais tranquila, mas isso não significa ficar vendo a vida passar. Significa saber ouvir, saber entender as diferenças, saber compartilhar. A tranquilidade eu ainda estou trabalhando, pois, às vezes, a ansiedade toma conta e as demandas externas chegam tão forte que fica difícil recusar.

Quero levar uma vida mais leve. Não quero carregar tantas tristezas, tantos rancores e tantas decepções. Quero planejar e replanejar, quero aprender e desaprender, quero amar e desamar, quero gritar de alegria e quero ficar quieta sempre que possível. Quero abraçar e ser abraçada. Quero dizer eu te amo todos os dias. Quero agradecer pelos amanhaceres, pelas luas à minha janela, pelas flores nos jardins, pelos sorrisos de desconhecidos… sim, eu quero viver feliz, tranquila e leve.

“Leve, como leve pluma, muito leve leve pousa”

 

Anúncios

2 comentários em “Como eu quero levar a vida?

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: