A dor de uma mãe

Este fim de semana assisti a Philomena que conta a história da dor de uma mãe buscando seu filho.

O título se refere ao nome da personagem principal. Philomena engravidou durante a adolescência, na Irlanda dos anos 1950, e  foi levada para um convento, onde as irmãs de caridade vendiam as crianças para casais norte americanos. Depois de 50 anos ela resolve saber se o filho está bem. Para tanto, encontra um jornalista oportunista para ajudá-la. Ele, depois de demitido, desejava escrever um livro sobre história russa, mas é aconselhado a escrever história de interesses humanos, que coincidiam com a história de Philomena. Os dois se juntam para encontrar o filho dela. Antony foi levado com pouco mais de 3 anos, mas nunca saiu de seus pensamentos. Ao chegar aos EUA, descobrem que ele trabalhou no governo Regan, era homossexual e…. não vou contar mais. A busca continua e ela quer saber se ele o procurava, se ele lembrava dela.

Philomena Lee sofreu muito, engravidou de um rapaz bonito, foi levada para um convento de freiras rígidas e passou quase a vida toda sem contar para ninguém sobre a história de seu filho. É interessante notar a crueldade de algumas pessoas, principalmente das religiosas e de como algumas delas passam a definir o destino das outras, determinar o que deve ser o certo e o errado, delimitar os lugares onde se pode chegar.

O filme foi realizado baseado no livro intitulado The Lost Child of Philomena Lee e concorre a 4 categorias do Oscar: melhor filme, atriz, roteiro adaptado e trilha sonora.

Philomena é um filme de interesse humano, que nos deixa aflito, triste e com a sensação de que a ida ao cinema valeu a pena. Não imagino que ganhe a estatueta de melhor filme, pois normalmente a academia escolhe filmes de grande impacto. Mas isso não desmerece a história de Lee e a busca por seu filho.

Assista ao trailer:

Tem entrevista dela aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s