um conto budista

Estamos no final do ano. Alguém notou??? rsrs

Neste período na universidade é um dos mais estressantes… trabalhos para entregar, relatório, projetos e afins. Bem, entre esses afazeres, preciso apresentar um trabalho amanhã. Tivemos o semestre todo para prepará-lo, mas somente na sexta eu e o meu grupo sentamos para organizá-lo. Difícil! Mais de 15 textos para ler e organizar… a coisa já estava complicada e conseguiu ficar pior. Uma das integrantes do grupo, surtou, deu um piti daqueles e disse que nosso trabalho estava  muito imbecil e escolar, não era um trabalho de doutorado, juntou as coisas e foi embora.

A tal sujeita diz que tem 37 anos, imagino que mentalmente deve ter 14… aff

Enfim, ela foi embora e ficamos eu e a outra componente meio estarrecidas e tentando ajeitar o que podíamos. Claro, que diante de uma situação dessa ficou um mal estar. Tentamos por horas nos concentrar e terminar o que era preciso. Tentamos entender o ocorrido e pra fechar a conversa, a moça me contou a seguinte estória:

Os budistas não podem tocar as mulheres (ops, não sabia disso, alguém mais?). Enfim… Continuando a história: havia um grupo de budistas que caminha por uma trilha para chegar ao topo de uma montanha. No caminho eles se depararam com uma mulher que precisava de ajuda para atravessar um rio. Um dos budistas a ajudou e rompeu com a regra. Quase alcançando o topo da montanha um dos budistas do grupo falou: “você não devia ter tocado naquela mulher”. E o que havia ajudado falou: “Eu toquei nela e a deixei no rio, e você está carregando ela até aqui”.

Moral da história no contexto do dia: vamos deixar esse assunto da surto pra lá e fazer o que realmente importante.

Agora, preciso terminar a apresentação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s