A trégua


Ultimamente tenho lido muitos livros de escritores latino americanos: Alende, Neruda, Galeano, Garcia Marques, sem contar os brasileiros …, mas um deles me marcou, foi Mário Benedetti. O último que li foi “A trégua”. A história é do personagem Martín Santomé, um homem de 50 anos, viúvo, pai de três filhos e prestes a se aposentar. No formato de um diário, Benedetti narra o cotidiano de um homem – criado por ele (ou será seu alter ego?) -, nos três meses que antencedem sua aposentadoria. A história mostra os conflitos de um homem de meia idade que sofre, que deseja, e, principalmente, que ama. Ama as mulheres. As descreve com uma delicadeza e com sentimento que pulsa as páginas. O livro é uma delícia. Li praticamente em “uma sentada”, pois queria saber o destino dos personagens. O trágico final nos deixa com uma questão, afinal qual será o meu (o seu) momento de trégua? Recomendadíssimo!!! Assim como a Borra de Café, também de Benedetti. Esse autor nos brinda com romances delicados que perpassam os diversos sentimentos e acontecimentos humanos, assim, sua obra é mais romanesca do que política, mas eu gosto mesmo assim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s